Pérolas escondidas no Perfil LinkedIn

canstockphoto7841261Para escrever este texto vou assumir que o leitor faz parte do grupo de utilizadores de LinkedIn que faz pesquisas regulares para encontrar:

  • A pessoa que ocupa o cargo de decisão naquela empresa com quem gostaria de fazer negócio;
  • As pessoas que têm a responsabilidade certa dentro das empresas daquela indústria com quem gostaria de fazer negócio;
  • Aquela pessoa com quem vai ter uma reunião de apresentação e de quem gostaria de saber um pouco mais para melhor preparar a conversa.

Enfim, estou a assumir que o leitor faz pesquisas regulares e avançadas no LinkedIn. O que me proponho fazer a partir daqui é simplesmente alertar para aquelas dicas úteis que podemos retirar do perfil LinkedIn dessas pessoas que analisamos para melhor prepararmos as conversas.

Objectivo – depois de ler irá olhar com outros olhos para o perfil dos seus potenciais clientes!

Leia o Sumário com atenção – aqui conseguimos retirar informação acerca do modo como aquela pessoa ajuda os outros, que tipo de conexões quer fazer, o que fez e gostaria de fazer na sua carreira e, sobretudo, o que a move. No Sumário pode estar o contexto que precisa para fazer a primeira abordagem, ou as preocupações da pessoa, aquelas preocupações que ajudam a preparar uma proposta comercial mais certeira.

Contactos – Se a pessoa do perfil que está a analisar fizer parte da sua rede de contactos (se não faz o seu primeiro objectivo deveria ser que fizesse) tem acesso a informação como a sua conta Twitter e o seu Blog/Website pessoal (quando têm). Siga a pessoa no Twitter e leia o seu Blog/Website pessoal, irá encontrar ali informação complementar ao que sabe sobre a pessoa ou até da empresa.

Educação – Veja onde a pessoa estudou, quem sabe se não frequentaram uma mesma escola, mesmo que em anos diferentes. Lembre-se que por vezes o que lhe falta para iniciar uma conversa é contexto.

Espreite a Actividade Recente – Veja que artigos publicou, partilhou, comentou ou simplesmente gostou. Além de lhe dar mais informação acerca dos interesses da pessoa, pode encontrar ali o tal contexto que procura para iniciar, retomar ou continuar a conversa com a pessoa.

Grupos – Desta vez não vou falar da possibilidade de endereçar mensagens aos membros de grupos em comum. Aqui quero apenas frisar que os Grupos LinkedIn a que alguém pertence podem revelar outros interesses dessa pessoa, para além dos óbvios para a sua função empresarial. O que lhe diz o perfil do Director Financeiro daquela multinacional com quem sonha trabalhar que, para além de seguir Grupos financeiros, segue 3 Grupos relacionados com Equitação?

Conexões em comum – toda a gente sabe que esta informação está disponível no LinkedIn, contudo, tanto quanto julgo saber, poucos tiram partido desta pérola. A minha teoria é que não gostamos de importunar os outros com pedidos de apresentação e, sobretudo, não gostamos de ficar a dever favores a ninguém. Pois bem, pior para todos, pois assim perdemos todos dezenas ou centenas de oportunidades de negócio ao longo dos anos. Partindo do principio que estamos todos no LinkedIn por razões profissionais, todos ambicionamos sucesso. Para isso, se nos pudermos ajudar uns aos outros todos ganhamos com isso. Hoje sou eu que apresento um contacto a alguém, amanhã alguém me apresenta um contacto e no outro dia sou apresentado a um potencial fornecedor por alguém. E ganhamos todos!

Na realidade, tudo ou quase tudo do perfil LinkedIn nos pode dizer algo sobre o nosso interlocutor. Contudo, nem sempre olhamos com atenção e para além do óbvio. É este o desafio que deixo – olhe para além do óbvio, as pessoas são muito mais que nomes e funções, e a boa notícia é que partilham isso mesmo em plataformas como o LinkedIn, Twitter ou Facebook.

Tags:

Carlos Venancio

Aproveito este espaço para partilhar o meu conhecimento e opinião sobre as mais diversas áreas do marketing digital, vendas e estratégia empresarial. Obrigado por visitar o Blog e ler os meus artigos.

OUR CORPORATE PARTNERS

partners
Ligue:
+351 939 155 089