Onde é que vou arranjar tempo para isso?

Time Management

Há medida que o tempo passa vamos percebendo que aquelas frases feitas como «o tempo é o bem mais precioso que temos» ou «pode sempre fazer mais dinheiro mas não pode fazer mais tempo» são bem verdadeiras.

O modelo empresarial que rege o nosso dia-a-dia, bem como o modo de vida escolhido pela maioria da população urbana, exigem de todos e cada um uma gestão de tempo cada vez mais implacável e difícil. Estamos sempre ocupados com algo (nem que seja parados na fila de trânsito), temos sempre mais uma reunião, mais um email para responder, mais uma chamada para fazer, mais…

Entre as actividades e tarefas que faço regularmente todas as semanas estão incluídas as reuniões semanais do Grupo BNI do qual faço parte, o BNI Líder. Sou um crente no networking profissional e acredito que quando ajudamos os outros a atingir os seus objectivos somos recompensados (é também por isso que defendo com tanta paixão o conceito do Social Selling).

Acontece que há algumas semanas fui convidado para fazer parte da Equipa de Liderança do Grupo BNI Líder enquanto Secretário-Tesoureiro. Claro que a minha primeira reacção foi «Onde é que vou arranjar tempo para isso?».

Mesmo assim aceitei com todo o gosto a confiança que o Grupo depositou em mim e, apesar de continuar a pensar que posso não ter tempo para tudo, o tempo também me ensinou que uma agenda cheia e a “falta” de tempo nos obrigam a:

  • Organizar melhor a nossa agenda. Tentamos agendar mais de uma reunião cada vez que saímos do escritório. Bloqueamos manhãs ou tardes inteiras para “limpar” as tarefas administrativas.
  • Priorizar as tarefas e actividades. Torna-se mais fácil deixar de fazer tarefas pouco produtivas e que consomem muito tempo.
  • Dizer não. Quando o tempo é limitado não conseguimos aceder a todas as solicitações que nos chegam (aquelas pouco relevantes e que 10 segundos de actividade cerebral teriam evitado), quer de colaboradores, parceiros ou mesmo clientes.
  • Delegar com mais regularidade. Também é daqueles que acha que tem de fazer tudo e que os outros não farão tão bem? É porque ainda tem muito tempo livre!
  • Valorizar o recurso tempo. Com a excepção de algumas actividades profissionais, como sejam a Advocacia e a Medicina, tendemos a não valorizar o tempo daqueles que nos dispensam alguns minutos do seu dia e algum do seu conhecimento para nos ajudar a resolver os nossos problemas e desafios. Quando sentimos que não temos tempo para tudo começamos a atribuir mais valor ao nosso tempo, mas também ao tempo dos outros.

Estou tão convicto disto que até me arrisco a criar mais uma frase daquelas que alguém irá embelezar num quadro desses que vemos nas redes sociais. Cá vai:

«Não tem tempo para tudo o que tem para fazer? Ocupe-se mais!» 

Tags:

Carlos Venancio

Aproveito este espaço para partilhar o meu conhecimento e opinião sobre as mais diversas áreas do marketing digital, vendas e estratégia empresarial. Obrigado por visitar o Blog e ler os meus artigos.

OUR CORPORATE PARTNERS

partners
Ligue:
+351 939 155 089