Aumentar os custos todos os dias, o máximo que conseguir!

Sacos de DinheiroHá um problema? Solução – reduzir custos. Este é talvez o raciocínio mais comum que podemos atribuir aos empresários. Ao mínimo problema financeiro correm a cortar nos custos, muitas vezes antes de ponderarem bem o que estão a fazer. Apagam o fogo, mas por vezes também destroem a floresta.

Este é um problema complexo, e não quero retirar-lhe a sua importância ao escrever estas palavras. Existem inúmeras situações em que a melhor solução passa por reduzir/optimizar custos. Alguns exemplos que me ocorrem:

  • Quebra abrupta das vendas, impossibilitando a manutenção de alguns custos fixos, sob pena de se inviabilizar toda a empresa.
  • Surgem novas ofertas no mercado que permitem reduzir os custos, mantendo ou melhorando o desempenho.
  • Desenvolvimento de um novo processo de fabrico/execução que permite reduzir os custos e até melhorar a qualidade do produto ou serviço – força!

Mas esta obsessão que vejo em relação à redução de custos vai muito para além do que considero razoável. É quase uma religião, um objectivo última da empresa – temos de reduzir os custos, senão não estamos a trabalhar bem!!!

A minha crença é a de que todos os empresários deveriam ter como objectivo aumentar tanto quanto possível os seus custos. Aumentar custos não significa desperdiçar recursos. Aumentar custos porque:

  • Mais custos com matéria prima deveriam significar mais produção e mais vendas.
  • Mais custos com pessoal deveriam significar mais produção, mais vendas e pessoas mais satisfeitas e motivadas.
  • Mais custos com fornecedores deveriam significar mais produção e mais vendas.
  • Mais custos com infraestruturas deveriam significar mais produção e mais vendas.
  • Mais custos deveriam significar mais produção e mais vendas

Custa-me a compreender que empresários de sucesso se deixem levar nesta onda vigente da redução de custos. Custa-me a compreender que:

  • Perante uma quebra de vendas a empresa reduza os custos de marketing e/ou comerciais. Afinal o que é que traz clientes para a empresa?
  • Perante a ambição de aumentar os lucros no curto prazo se reduzam os custos com pessoal, comprometendo muitas vezes o longo prazo ao desperdiçar a mão de obra qualificada que tanto esforço exigiu para formar.
  • Se reduzam custos com publicidade, consultoria ou outros serviços externos, sem muitas vezes avaliar convenientemente o papel que esses serviços desempenham na actividade da empresa.
  • Se tentem adquirir todos os produtos e serviços ao mais baixo preço possível, relegando para segundo plano factores como qualidade, satisfação e motivação do fornecedor ou adequação à realidade na empresa.
  • Se ignorem boas práticas de controlo de qualidade (mesmo que não exigidas por lei) para poupar alguns custos, colocando em risco a qualidade do produto ou serviço e em alguns casos até mesmo a reputação da empresa.

Faça o seguinte exercício: pense num custo que gostasse de ver reduzido porque acredita que isso ajudaria a resolver os problemas da sua empresa; reduza esse custo a zero(0), sim zero; agora faça contas e diga-me, deixou de ter problemas na empresa? Então porque está a perder tempo com isso?

Eu acredito que na maioria dos casos os problemas só têm solução com um aumento das vendas. E na maioria dos casos, para aumentar vendas é preciso aumentar custos. Por isso comece agora a implementar esta nova filosofia na sua empresa – Aumentar os custos todos os dias, o máximo que conseguir!

Tags:

Carlos Venancio

Aproveito este espaço para partilhar o meu conhecimento e opinião sobre as mais diversas áreas do marketing digital, vendas e estratégia empresarial. Obrigado por visitar o Blog e ler os meus artigos.

OUR CORPORATE PARTNERS

partners
Ligue:
+351 939 155 089